ISCTE Business School

Media

Esta área é dedicada aos Media e a todos os interessados em obterem informação sobre a ISCTE Business School.

ISCTE Business School alcança o 3º. lugar nacional no Ranking de Escolas de Gestão do Financial Time

ISCTE Business School alcança o 3º. lugar nacional no Ranking de Escolas de Gestão do Financial Times

 

A ISCTE Business School entra no pódio das melhores escolas de gestão em Portugal. Esta é a terceira vez consecutiva que a Escola marca presença no ranking europa publicado do Financial Times. A Católica Lisbon SBE, a Nova SBE e a Porto Business School são as restantes representações nacionais.

A ISCTE Business School (IBS) integrou pelo terceiro ano consecutivo o ranking europeu do Financial Times – que avalia as melhores escolas de gestão do continente – tendo-se classificado na 66ª posição. O ISCTE subiu ao pódio nacional, sendo agora a terceira melhor escola de gestão em Portugal após ultrapassar a Porto Business School, que passou a surgir na 67ª posição.

“A IBS está a conquistar um crescimento notável nos últimos anos sustentado pela qualidade do ensino e da investigação científica, os quais têm dado importantes contributos para o setor financeiro e empresarial, desde logo ao nível de quadros superiores”, afirma Maria João Cortinhal, que assumiu o cargo de diretora da ISCTE Business School este ano. “Iremos continuar a investir para nos afirmarmos internacionalmente, aproximando-nos cada vez mais das escolas de topo a nível mundial”.

 

Nos indicadores do ranking do Financial Times, o ISCTE destaca-se pela “Progressão do Salário” dos alunos de mestrado em gestão, entre o momento da graduação e o que atingem três anos depois, no mercado de trabalho. Com uma diferença cifrada em 77%, o ISCTE detém a 7ª posição a nível europeu neste indicador decisivo para as carreiras profissionais. Por outro lado, no capítulo da “Igualdade de Género” o ISCTE está em primeiro lugar em Portugal e é uma das melhores escolas europeias neste indicador (ver ranking em anexo).

 

A tabela publicada pelo Financial Times contempla 14 indicadores que avaliam a qualidade das escolas em cinco principais categorias: MBA Globais, MBA Executivos, Formação Executiva, Mestrados em Gestão e Faculdade. O ranking global é liderado pela HEC Paris, com a London Business School e a DAS Bocconi School of Management a fecharem as três primeiras posições. Portugal – juntamente com Irlanda, Itália e Suíça – é o sétimo país europeu com mais escolas de gestão representadas. Além da IBS, também a Católica Lisbon SBE, a NOVA SBE e a Porto Business School fazem parte deste lote. O Reino Unido é o país que mais vezes surge no ranking: 21.

Para serem elegíveis, as escolas têm de respeitar diversos requisitos, sendo o mais importante a detenção de uma das duas principais acreditações internacionais de escolas de gestão – a AACSB ou a EQUIS. A IBS obteve a AACSB em 2016.

About ISCTE Business School (IBS). A IBS é uma das escolas de gestão líderes em Portugal com 175 docentes e cerca de 3.500 estudantes inscritos em 23 programas, dos quais 6 licenciaturas, 12 mestrados e 5 doutoramentos. A Escola é reconhecida nacional e internacionalmente pela sua proposta de valor: excelência na aprendizagem e na investigação num ambiente multicultural, ligações sólidas ao tecido empresarial, e liderança no empreendedorismo e inovação. A sua missão é a seguinte: através do ensino, investigação e interação com a comunidade, a IBS contribui para o desenvolvimento de conhecimentos e práticas de gestão e prepara e desenvolve gestores e líderes para terem um impacto positivo nas organizações e na sociedade, num mundo globalizado. Para mais informações consulte http://ibs.iscte-iul.pt/.

 

About Financial Times Rankings. O Financial Times Rankings é um comité de rankings internacional para escolas de gestão de topo mundiais que avalia programas e escolas e lista os melhores programas de gestão disponíveis. São publicados anualmente 7 rankings, relacionados com MBA, EMBA, Mestrados em Finanças, Mestrados em Gestão e MBA’s Online, e ainda programas executivos não conferentes de grau. Existe também um ranking, publicado no final de cada ano, com uma classificação das escolas de gestão europeias de topo. As tabelas interativas de rankings proporcionadas pelo Financial Times Rankings permite a pesquisa por escola, ordenada por critérios de seleção e localização. Os programas são avaliados por uma multiplicidade de critérios, incluindo salário médio após a graduação, período de retorno do investimento e a última classificação. Para mais informação consulte http://rankings.ft.com.